O primeiro sim é para voce ou os outros são sempre mais importantes?

O primeiro sim é para você!

Por que será que quando dizemos não ao outro ficamos amedrontadas e inseguras, como se fossemos colocadas em “check”?

E daí ? Vamos começar a encarar!? Que medo é este que colocaram em você, desde a tenra idade, do medo de ir mal na prova mesmo tendo estudado, do medo de encarar o professor quando você fez uma redação de tema livre e não concordaram com seu ponto de vista. Encare! Agora é a hora. Sempre é a hora.

Não deixe te intimidarem se ao tocar um instrumento musical, você trocou alguma nota ou desafinou.  Continue.

Pare de permitir que seu pai te compare.  Que qualquer pessoa te compare. Sim, esta é minha história e também tenho um pai perfeccionista que sempre me ajudou a ser boa aluna, mas igualmente me fez sofrer porque nem sempre eu era uma virtuosa na música na mesma proporção que era uma brilhante aluna na escola.

Quando adulta, tornei-me a mulher segura que sou depois de uma adolescência onde me sentia feia, pois eu me comparava com outras meninas.  Quanto sofrimento! Sempre terão pares mais bonitos, mais cool, mais divertidos que nós, mas…  e daí?

Lembra daquele pires que você quebrou na casa da amiguinha e ela te torturou por isto? Sim esta história também fez parte dos meus medos: medo de contarem para a mãe e levar uma bronca. Agora te falo: permita que teus filhos contem tudo para ti e cuide para não ser tão dura.

Quantos temores tive de não ser aceita e hoje, já bem constituída, muitas vezes ainda me paraliso por não dizer sim para colegas de trabalho, pacientes ou familiares. Como é difícil dizer não? Mas é simples assim: agora não!

Sem tanta justificativa: apenas não.

Não é não e sim é sim!

Infelizmente, sou da geração onde as mulheres tinham que lutar contra o seu desejo e jamais admitirem que estavam afim de ter prazer. Época onde não era sim e sim era não, ou qualquer coisa muito confusa colocada socialmente.

Vamos sair dos anos 80 ou ainda 70 e retornar ao Séc. XXI, onde podemos falar o que pensamos sem mimimis ou medo de mais julgamentos.

Nas nossas mais íntimas convicções, todos precisam concordar conosco, tenho que sempre expor meu ponto de vista? Para mim, hoje não, mas apenas você poderá responder esta pergunta. Afinal, hoje podemos com tranquilidade afirmar: chega de verdades universais ou de regras de conduta. Certamente não há esta necessidade!

Convido-te a partir de hoje a ter mais leveza contigo mesmo!

Sim, apenas assim todas as relações interpessoais serão fluídas. Somente pare de se incomodar. Pare de julgar e deixe ir ou vir apenas o que te faça feliz!

Você disse não e insistem, não escute mais, ouça apenas o que televa para frente. Pare de remoer, de buscar a perfeição e acredite em você!

Hoje foi o melhor; amanhã no amanhã, sem expectativas, nem cobranças.

Permita-te ainda errar sem se culpar. Chega de buscar a constante felicidade e apenas respire, gargalhe, chore, grite e descubra o que veio fazer.

Perdeu-se nas suas buscas? Recomece. É sempre tempo, mas lembre: o primeiro sim é para você!

 

Deixe um comentário

Secured By miniOrange